O Fluminense lutou muito, mas não conseguiu vencer a primeira das duas batalhas contra o Nacional-URU, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. O Tricolor saiu na frente, com Gum, aos 18 minutos da etapa inicial, mas sofreu o empate na reta final do jogo, aos 40 do segundo tempo, com Zunino. Com o resultado, o Flu precisa vencer ou empatar por dois ou mais gols no Uruguai para garantir vaga na semifinal da competição. Empate sem gols classifica o rival. Novo 1 a 1 leva o duelo para os pênaltis.

PRIMEIRO TEMPO

A partida começou com o Fluminense pressionando. Aos seis minutos, a primeira boa chegada do Tricolor. Digão fez lindo lançamento para Matheus Alessandro. O atacante, improvisado na ala direita, passou por dois marcadores e tentou o chute de esquerda. A bola desviou na defesa e ficou nas mãos do goleiro adversário. No lance seguinte, o Nacional respondeu com uma boa chegada, mas Digão cortou no momento exato e impediu a finalização. Em novo contra-ataque perigoso, aos nove, os uruguaios chegaram cara a cara com Júlio César, a finalização passou pelo arqueiro do Fluzão, mas Ayrton Lucas apareceu para cortar de cabeça.

O Tricolor voltou a chegar bem aos 11. Everaldo deixou três defensores para trás, achou Luciano na área, mas o atacante não conseguiu concluir a tabela, com a zaga cortando para escanteio. E o gol Tricolor saiu aos 18 minutos. E foi com auxílio do VAR. Sornoza cobrou falta na área, Gum subiu de cabeça e botou no fundo da rede. O auxiliar Ezequiel Brailovsky levantou a bandeira. Após um minuto parado, o árbitro de vídeo alegou posição legal do zagueiro do Fluminense e o gol foi confirmado pelo árbitro Patricio Loustau. 1 a 0 para o Fluzão!

O Tricolor quase ampliou aos 25. Dessa vez Aryton Lucas recuperou a bola na linha de fundo, rolou para Sornoza e o Papá chegou batendo, mas a bola foi por cima da trave. Aos 29, mais uma boa chegada. Jadson recebeu na entrada da área, bateu colocado e o goleiro do Nacional fez boa defesa. Quatro minutos depois, foi a vez de Luciano finalizar. O camisa 29 recebeu na área, bateu cruzado, mas o chute foi pela linha de fundo.

SEGUNDO TEMPO

No intervalo, o técnico Marcelo Oliveira fez a primeira alteração. Trocou Matheus Alessandro por Airton. O Tricolor buscou manter a posse de bola nos minutos iniciais da segunda etapa e a primeira boa chance veio apenas aos 18. Jadson chegou pela direita, cruzou, Luciano escorou e Everaldo não conseguiu finalizar.

Aos 24 minutos, a segunda substituição no Tricolor. Gum dividiu com um atacante do Nacional e sentiu uma lesão. Por conta disso, Paulo Ricardo entrou em seu lugar. Aos 30, o Flu chegou a marcar mais uma vez, mas foi anulado. Everaldo fez lindo passe para Luciano, que driblou o goleiro e bateu para o gol vazio, mas o árbitro marcou impedimento.

O Fluminense buscava o segundo gol. Aos 33, Everaldo puxou da esquerda para o meio, bateu e o goleiro adversário fez a defesa. Na sequência, Marcelo Oliveira fez a sua última alteração, trocando Sornoza por Daniel. Aos 42 minutos, o Nacional, após cobrança de escanteio, marcou o gol de empate. O Fluminense ainda buscou o empate na reta final, mas sem sucesso.

FICHA TÉCNICA

COPA SUL-AMERICANA 2018 – QUARTAS DE FINAL
Estádio Nilton Santos – Rio de Janeiro/ RJ

Fluminense (1)
Júlio César; Gum (Paulo Ricardo), Ibañez e Digão; Matheus Alessandro (Airton), Richard, Jadson, Sornoza (Daniel) e Ayrton Lucas; Luciano e Everaldo.

Técnico: Marcelo Oliveira

Nacional – URU (1)
Conde; Fucile, Rolín, Rafael García e Espíno; Oliva, Romero (Barcia), Zunino, De Pena (Aguiar) e Chory Castro; Bergessio.

Técnico: Alexandre Medina

Gol: Gum (18’/1T) – FLU; Zunino (42’/2T) – NAC

Cartões amarelos: Digão (FLU); Oliva (NAC)

Arbitragem: Patricio Loustau, auxiliado por Juan P. Belatti e Ezequiel Brailovsky (ARG).

Público: 20.415 pagantes

Renda: R$ 455.325,00