Chega a ser redundante ter que explicar a importância de um Ba-Vi. Mas neste domingo, o duelo entre Vitória e Bahia, no Barradão, vale mais do que a simples rivalidade. O confronto pode definir o destino dos dois clubes baianos na luta contra o rebaixamento. A bola rola às 17h em Salvador.

A situação é mais tranquila para o Bahia. Com 40 pontos, o Esquadrão de Aço está a seis do primeiro clube dentro da zona de rebaixamento, que é justamente o Vitória. Vários matemáticos costumam tratar a linha dos 45 pontos como uma área segura para um time se manter na Série A do Campeonato Brasileiro. Se este for o caso novamente esse ano, o Tricolor ficará muito perto da marca com um triunfo no clássico.

O Bahia fica ainda mais confiante para o confronto se levar em conta o retrospecto recente.  O Tricolor não perde para o maior rival há nove jogos. Ciente de tudo isso, o lateral Léo descartou qualquer tipo de favoritismo para o jogo deste sábado.

— O mais perigoso é entrar em um jogo como esse e não estar concentrado. Não tem essa de um time estar em melhor momento que o outro. Aqui, no Bahia, não tem clima de festa ou provocação. Vamos respeitar muito nosso adversário, e buscar nosso triunfo como fizemos em partidas anteriores — garantiu, em entrevista coletiva.

O Leão da Barra, por sua vez, está em uma situação mais urgente. Se não vencer, pode ver seus adversários ficarem a mais de uma “rodada” de distância. O Sport, que visita o Fluminense no Maracanã, tem dois pontos a mais que o Vitória, que também está a três do Ceará. Os dois rivais também jogam neste domingo. No pior cenário possível, o Rubro-negro baiano pode terminar a rodada a cinco pontos do primeiro clube fora da zona de rebaixamento.

Uma novidade para o Vitória neste domingo é o treinador João Burse, que assumiu o comando do time após a saída de Paulo César Carpegiani. Antes de sua estreia, o técnico não quis confirmar o time. Apostando no mistério para ter alguma vantagem sobre o Bahia, Burse destacou a importância do clássico deste domingo.

— A responsabilidade é enorme nesses jogos que faltam, começando pelo Ba-Vi. Os atletas estão extremamente focados, concentrados, treinando em alta. Isso é importante. Independente de quem vai jogar, todos estão se ajudando e se motivando. Eu sempre jogo para vencer. Estou colocando esse DNA para eles — disse.

Além de Vitória x Bahia, outros quatro jogos movimentam o domingo de Brasileirão. Confira:

17h – Atlético-MG (6º) x Palmeiras-SP (1º) – Arena Independência, Belo Horizonte

17h – Ceará-CE (15º) x Internacional-RS (2º) – Castelão, Fortaleza

17h – Grêmio-RS (5º) x Vasco da Gama-RJ (14º) – Arena do Grêmio, Porto Alegre

19h – Fluminense-RJ (11º) x Sport-PE (16º) – Maracanã, Rio de Janeiro