Foto: Bruno Cantini/Atlético Mineiro
Foto: Bruno Cantini/Atlético Mineiro

Após o término do Campeonato Brasileiro, o momento é de descanso, mas também de reflexão para os atletas profissionais. Com Patric, lateral-direito do Atlético Mineiro, não é diferente.

Mesmo de férias, o camisa 29 atleticano analisou seus números na temporada e avalia como positiva sua participação no ano. Com Patric em campo, o Galo teve 60% de aproveitamento em 35 jogos com 19 vitórias, sete empates e nove derrotas. Se considerar os jogos só do Campeonato Brasileiro, o retrospecto é ainda melhor, de 66% com 11 vitórias, três empates e quatro derrotas. Quando o lateral não atuou, o desempenho do Atlético Mineiro caiu para 38% (seis vitórias, cinco empates e nove derrotas) na Série A e 44% (10 vitórias, nove empates e 10 derrotas) se considerar toda a temporada.

Com números positivos, Patric fez questão de dividir os méritos com os seus companheiros. “Sempre é importante saber de números que engrandecem o seu trabalho. Pude ajudar quando fui acionado e os resultados em boa parte dos jogos foram positivos, principalmente no Brasileirão que tive quase 70% de aproveitamento, numa competição tão difícil. Mas, sei que não conseguiria nada disso se não fosse ajuda de todos no clube, seja de dentro ou fora das quatro linhas”, reconheceu o lateral-direito.

Hexacampeão estadual, Patric admite que faltou erguer um o troféu em 2018, no entanto, valorizou a importância da classificação para a Libertadores do ano que vem. “Batemos na trave no Mineiro. Seria o meu sétimo campeonato estadual. Iniciamos bem no Brasileiro, mas perdemos peças importantes na parada da Copa. Oscilamos, mas conseguimos reagir na reta final e acredito que fechamos o ano bem, garantindo o Atlético Mineiro na Pré-Libertadores e consequentemente dando uma visibilidade e um calendário melhor ao clube”, analisou o camisa 29.

O Atlético Mineiro é o clube que Patric mais defendeu na carreira. Até então são 137 partidas. Tendo vínculo ainda com o Galo, o lateral projeta um 2019 melhor ainda que 2018. “Tem algumas metas que quero alcançar. No último ano superei a marca de 200 vitórias na carreira e quero me aproximar dos 250 sucessos já ano que vem. Quero brigar por títulos importantes, afinal a camisa do Galo merece isso”, finalizou Patric, que está com 199 partidas em jogos da Série A.

Retrospecto do Atlético Mineiro com e sem Patric em 2018:

Na temporada:

Com Patric: 19 vitórias, 7 empates, 9 derrotas num aproveitamento de 60%

Sem Patric: 10 vitórias, 9 empates e 10 derrotas num aproveitamento de 44%

Na Série A:

Com Patric: 11 vitórias, 3 empates e 4 derrotas num aproveitamento de 66%

Sem Patric: 6 vitórias, 5 empates e 9 derrotas num aproveitamento de 38%